ODS
Não, obrigada!!

Evite intervenções que são clinicamente desnecessárias. E, quando necessário, você decide após ser informada.

Práticas “rotineiras” (infusão venosa [soro para acelerar o parto], monitoramento fetal eletrônico contínuo, analgesia epidural, jejum, etc) têm o potencial de interferir negativamente com a progressão do parto e do nascimento e criar complicações.

Ao final deste módulo, você deverá ser capaz de: 

– relacionar a frequência, intensidade e duração das contrações com o processo de apagamento e dilatação do colo uterino e respectiva fase do trabalho de parto.
– explicar com suas palavras o plano do  trabalho de parto sem dor, ativo e natural, com o máximo possível no conforto do lar e no seu espaço de autonomia plena, evitando a exposição precoce às intervenções restritivas impostas pelas instituições e profissionais.
Conteúdo do módulo

a hora de ir para a maternidade & a campanha: “Não, obrigado!”

Só em caso de necessidade!
Translate »